Os que me seguem

segunda-feira, 2 de abril de 2012

A Quaresma para mim



Quarenta dia depois do Carnaval nos separa da Páscoa. Este é o momento em que todos os Cristãos devem se prepara para a época mais importante de sua fé: a morte e ressurreição de Jesus.
Antigamente era tempo de jejum e penitência, muitos cristãos hoje não fazem mais isso, mas nós ainda entregamos a Deus nossa penitência, seja de que forma for, através do jejum, oração ou alguma ação do nosso cotidiano, mas o mais importante fazemos com amor.
Esse ano especialmente Deus está falando comigo através das dores de seu filho. Jesus aguentou calado e somente em um momento Ele se desesperou quando disse: "Pai, porque me abandonaste?" (Somente Marcos em seu evangelho retrata esse momento).
Sei que minhas dores nem chegam perto das Dele, são irrisórias, mas tenho sofrido muito, muito mais do que meu corpo e minha mente podem aguentar.
Hoje amanheci com muitas dores de cabeça, tenho sinusite crônica. Nada passa. Tenho que me encher de remédios para ela minimizar. Ela me persegue há 30 anos, já operei, já fiz tratamento para alergia e nada. Só me resta um milagre, a medicina não pode fazer mais nada por mim.
A segunda dor todos já sabem, vou operar a coluna dia 13, sinto dores constantes, dia e noite. Ás vezes insuportáveis às vezes toleráveis mas contínuas. Colocarei 6 parafusos, uma placa de titânio unindo tudo, e farei enxerto entre as vértebras. Mexerá muito com minha garganta porque opera pela frente e sei que o pós será doloroso, com disfagia e dores, estou me preparando para isto tudo.
Como só posso dormir do lado direito por causa das dores no braço( coluna), minha perna deste lado está doendo demais não me deixa dormir, dói de me acordar, eu só pego no sono lá pela madrugada a dentro e só a poder de remédios.
Por isso tudo a  vida que está parada. O marido que sofre junto comigo ( conversem com ele,amigos e parentes, deixe-o desabafar, fico tão preocupada, sei que para ele me ver sofrer é pior que tudo) e os filhos que já não curto como gostaria.


Gostaria de ser uma pessoa resignada como Jesus e aceitar o que estou passando. Dar uma Polyana e sempre achar uma coisa boa nisso tudo, mas a dor, a depressão me levam para baixo.
A Quaresma para mim tem sido de dores que nem chegam perto  das que Ele sofreu por isso eu O admiro  cada dia mais. Peço muito para que Ele me dê forças e não me faça desesperar, porque sei que a estrutura do meu amor, dos meus filhos, passa pelo meu bem estar.








A.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigos,
Comentem se tiverem vontade, eu responderei dentro do possível